1 de maio de 2016

Maio chegou

4 anos hoje. E cada ano que passa é uma sensação diferente. Angústia. Aceitação. Saudade sem tristeza. Boas lembranças. O destino levou o último sopro de vida do meu pai em maio. E agora, o destino sopra novamente, desta vez nos trazendo uma nova vida: a Rafaela. Minha sobrinha nasce neste mês. É um novo ciclo que está prestes a começar. 
4 anos para entender, assimilar, aprender com os dias ruins e sorrir com os dias bons. 4 anos para entender que a vida continua e que vale a pena a caminhada, porque não saberemos nunca quais serão as outras surpresas que o destino nos reserva, se a gente desistir de caminhar. Saudades eternas. Continuaremos.

A vida não para.