15 de agosto de 2015

Meus 15 centavos sobre Gisele

Não resisti em falar sobre esse assunto, dsclp. *insira o meme do E.T aqui* 
Pra quem não sabe (acho difícil, mas né?), na última quarta-feira, surgiu um boato que Gisele Bündchen tinha sido traída pelo marido, Tom Brandy. Escrevo esse post na madrugada de sexta-feira para sábado e até agora nenhum dos dois confirmou se estão separados ou não. O primeiro pensamento que tive quando vi a notícia pipocando na timeline do Twitter foi: mas até Gisele Bündchen tá levando chifre, estamos todos no mesmo barco. 
Antes de começar os trabalhos, vamos partir do pressuposto que Tom Brady foi mesmo infiel, ok? Gisele é tida como uma das mulheres mais lindas e bem sucedidas do mundo. Todo mundo quer ser Gisele, ter o cabelo dela, a pele, dentes, seu sucesso, sua família etc e tal. E daí, nós mulheres, perdemos bastante tempo em dinheiro pra tornar esse padrão Gisele lifestyle. Porque vivemos em uma sociedade machista, consumista e perdemos mais tempo tentando ser aquilo que querem que sejamos ao invés de vivermos de acordo com aquilo que realmente somos. 

Gisele sendo mãe, mulher, über modelo e padrão de beleza.

Você gasta tempo e dinheiro com produtos que não precisa, tentando virar alguém que não é, pra se encaixar na sociedade, pra agradar o namorado/marido e impressionar as amigas. Daí, essa pessoa é traída pelo marido. Gisele Bündchen, a über model, que acorda linda, rica e loira todos os dias, foi traída como qualquer outro ser humano. Como qualquer uma de nós, que frequenta salão de bairro, que parcela cosméticos em 5 vezes no cartão de crédito, que acorda uma hora mais cedo pra passar chapinha no cabelo, que deixa de usar esmalte escuro ou batom vermelho porque o marido/namorado/pai/mãe não gosta. Quer dizer? Somos todas iguais em termos de relacionamento, sendo Gisele ou não. Agradando ou não a sociedade, o marido, causando inveja ~nas inimiga~, estamos suscetíveis a tomar um 7x1. Então, do que adiantou tudo isso pra se decepcionar mesmo assim? Nada. 
"Nossa, mas se eu tivesse uma mulher igual a Gisele eu nunca a trairia". Isso aí é balela. O que passou na cabeça do Tom Brady? Na real, acho que nem ele sabe... São inúmeros fatores (acredito eu) para uma pessoa cometer o ato de infidelidade, desde insatisfação no casamento, desejo momentâneo, o amor acabou mas a preguiça de terminar tudo é maior que o mundo, colocar a culpa no álcool e por aí vai. 

Gisele fazendo a Ariel. Eu morro com essa foto 

O que estou querendo dizer é que a cada vez mais eu percebo a importância da gente se amar de verdade. Não se apegar aos velhos padrões da sociedade, ficar bonita pra você e não para os outros. Não adianta querer ser algo que você não é para agradar terceiros. Se o cara quer te trair, ele vai fazer isso, independente de você checar o celular dele escondido ou stalkear todas as amigas dele. Infelizmente estamos sujeitas a isso. Quanto menos ansiedade e fantasias mirabolantes, vivemos melhor. Isso é o maior clichê de todos os tempos, mas cada dia que passa fica mais óbvio: precisamos nos amar, acima de tudo. Mude seu cabelo, faça um piercing, gaste com aquilo que agrade a si mesma
Eu venho de uma longa caminhada, vocês sabem disso... Desde auto-estima baixa, aceitação de corpo, de empoderamento, enfim, do auto conhecimento. Depois que fiz 27 anos, parece que virou uma chavinha, eu saí da bolha e cada dia me sinto melhor comigo mesma. Eu emagreci uns quilos e tudo mais, mas seja nessa foto de um ano atrás, ou agora, estou muito bem com a minha imagem (interna ou externa). Um tempo atrás uma amiga comentou numa foto "você está tão bonita. a vida lhe cai bem" e eu fiquei WOWNOSSAAAAA! A vida cai bem pra todo mundo. Eu gostaria que a vida caísse bem para todos nós, de verdade mesmo
Quanto à Gisele, eu espero que ela fique bem. Eu gosto de acreditar que isso seja boato, até esses dias ele tava todo apaixonado olhando pra ela desfilando pela última vez... mas se não for, #forçaGisele. E força para todas nós.  


Um comentário:

Cris Albu disse...

É isso. É isso e ponto. Ser a melhor si mesma, não uma Gisele cover de 7498374983.a categoria. Valorizar seus atributos e não os alheios. Não é futilidade se amar. Se mais pessoas se amassem de verdade, amariam os outros também, e o mundo seria melhor. Se amar pode significar vida, e não se amar pode significar morte. Não é futilidade, é amor.