15 de setembro de 2014

Dancing in September

Ai, gente, vai chegando o final do ano e é inevitável eu me perguntar: O QUE QUE EU FIZ ESSE ANO? 2014 definitivamente não foi (bom, até agora) o meu ano mais produtivo. Eu enrolei, adiei e procrastinei muitas coisas. 
Sou uma pessoa que, infelizmente, vive o presente. Eu tenho muitas vontades, muitos sonhos mas, como eu já disse aqui, eu não me esforço REALMENTE pra tudo acontecer. Porque sou acomodada. Eu sou essa grande bola quadrada que funciona aos poucos. Eu vivo o hoje. Hoje estou aqui "com vocês", escrevendo meu blog, tomando meu café e escutando Earth, Wind & Fire. Amanhã pode nem acontecer. E esse meu senso de HOJE deu uma leve piorada depois do falecimento do sr. meu pai. Porque sim, ele acordou meio mal um dia, #partiu hospital e em menos de 24 horas seus pulmões pararam de funcionar e acabou-se o que era doce. Então, tô sempre aproveitando (mais do que antes) a companhia das pessoa, as comidas, as bebidas, as festinhas, as viagens de final de semana, as conversas, os livros. Tudo pra hoje. 
Parece bom e poético, mas na prática é bem prejudicial em certos momentos. POR EXEMPLO, acabo gastando dinheiro com coisas que eu não preciso. CONTROLE DE DINHEIRO SEMPRE FOI E SEMPRE SERÁ MEU PROBLEMA. Eu não deveria falar isso, assim, ainda mais em CAPS LOCK, mas já aceitei. 

- Gasto mais do que ganho;
- Tenho problemas de organização de agenda. Marco mais compromissos do que posso cumprir na ânsia de querer estar em todos os lugares e com todas os amigos, família, cachorro ao mesmo tempo;
- Não consigo cumprir metas a longo prazo. 

Pensando nisso e vendo a vida passar e eu não conseguindo realizar muitas coisas, tracei um plano numa noite de insônia. Acordei em 01.09.14 pensando: VAI DAR CERTO. Pequenas metas em um curto prazo de tempo. Olha, já colhi já bons frutos. 
Finalmente eu troquei de óculos. Parece uma coisa TOLA, mas eu estou refém dos meus óculos desde sei lá quando. Teve uma vez que o marido da minha amiga pediu meu óculos pra limpar as lentes porque achou que estava sujo. Não, 'tarra é riscado mesmo. CÊ VÊ A SITUAÇÃO PRECÁRIA A QUAL ME ENCONTRAVA. 

Retrô Camies

Quadradinha meio com cara de professora


Tudo falta de planejamento, de orçamento. Eu usava a mesma armação em lentes desde 2002. Também risquei da lista "cortar o cabelo". Meu cabeleireiro não me via desde Novembro/2012. E ele ainda me deu bronca (cê jura?) porque não posso ficar tão sumida, que preciso cortar o cabelo pra dar força e todo aquele papo. Pois é, a gente gasta R$200 reais em livro na Cultura, dai mês seguinte você compra sei lá o quê e o dinheiro do cabelo, da armação de óculos, da luminária nova pro quarto fica sempre pra depois. 

Meu cabelo tava quase na bunda, agora tá no ombro. 
GOSTO ASSIM.

Também comprei o domínio do blog - FINALMENTE! - e vamos ver se consigo ajeitar as coisas e fazer minhas pequenas metas virarem um GRANDE OBJETIVO ALCANÇADO. Oremos! 
Setembro mal começou e já estou TE CONSIDERANDO PAKAS \o/



2 comentários:

Joara disse...

apenas me identifiquei com o viver ohoje, principalmente depois do falecimento da minha mãe. porque estava tudo "bem", numa sexta acordou com febre, #partiu hospital e em menos de 48 horas, os pulmões pararam de funcionar e acabou-se o que era doce! complicado.. mas também penso que traçar alguma meta na vida é essencial e eu preciso fazer isso! o hoje é lindo, mas pensar no amanhã também é necessário!
ah, amei os óculos e o cabelo! diva
beijos :*

Lemi disse...

Camies, acompanho seu blog desde que vc postava lá no... no... no blog de esmaltes. :P Te conheci por lá e, tipo assim, não sei se eu já disse isso mas vc é a pessoa mais linda dessa interwebs! <3 Acompanho sua história, sua luta, seu bom humor; e seus posts sempre transmitem tanta sinceridade e tanto amor que eu penso qdo leio sobre vc: faith in humanity restored. :3

PS: que lindo o óculos retrô e o cabelo novo! *-*