20 de maio de 2012

20 dias

Pequenas doses de dor.

O mapa do Brasil dentro da agenda com os lugares marcados que ele já tinha visitado. Anotações e planos de uma viagem que nunca chegou acontecer, com data de ida e volta, hotel reservado e carro alugado. Uma foto amarelada minha e do Guilherme dentro da carteira. O cheiro de perfume dentro do carro. Passar em frente do Ceasa todos os dias e saber que ele não está mais lá. 

Pequenas doses de conforto.

Escutar histórias que eu desconhecia e ter a máxima certeza que meu pai ajudou muita gente. Da vez que subiu a Avenida Rebouças na contra-mão no corredor de ônibus pra socorrer uma pessoa que infartava, da vez que chorou feito criança quando soube que minha mãe estava doente, quando saía na rua e dava autógrafo se passando pelo Netinho de Paula. As cartas guardadas dentro de uma pasta que recebeu de pessoas que agradeciam favores e ajuda, gente que nem sei quem é, mas que estava imensamente grata e feliz de ter meu pai por perto.

Pequenas heranças.

O gosto musical que já está impregnado em mim desde que me entendo por gente. A blusa de frio cor de goiaba, que quase não usava porque não queria estragar. O lugar na ponta da mesa e a aliança de casamento.

A grande missão. 

A última coisa que meu pai me disse no dia em que ele faleceu foi "E você, cuida da sua mãe, viu?". É o que estou fazendo. Missão dada e missão cumprida.

Saudades imensas. 


3 comentários:

Marcela disse...

Puxa, pena nao ter conhecido melhor esse figura... :-( ia pedir autografo tb!
E o Val nem assistiu jogo do Palmeiras com ele!!! Hehehe...

Se precisarem de qq coisa, estamos ai!

Beijao

Ana Carô disse...

A cada post novo seu, choro junto.
Só posso imaginar a dor, mas fico feliz em ver que você está conseguindo transformar o luto em uma fase para juntar mais e mais lembranças do seu pai.
:***

Camilla disse...

Chorando litros aki... Minha mãe tb não está mais aki...
As pessoas dizem q o tmp melhora... P mim a dor não é tão constante como no inicio mas ainda dói, mto... Mas seguir a vida eh q o nos resta!!
Cuida da sua mãe e de vc, pq é o q ele mais keria, tenho ctz!!!
Mil beijos!
Força!