16 de outubro de 2011

Cheio de Charme, Marian Keyes

Estou numa pegada de ler chick lit que só Deus pode me julgar! Ano passado, eu comprei "Cheio de Charme" da Marian Keyes, em uma das promoções de final do ano. Acho que paguei R$29,90! Para os livros da Marian tá um preço bom, porque sempre custa mais de quarenta reais. Quase um ano depois, decidi começar a ler. Tava enrolando porque ele é grande, ruim de ficar levando de um canto pra outro. Mas tava mega curiosa, acho que foi a primeira vez que li um livro de mais de 700 páginas.

"Cheio de Charme" conta a história de 4 mulheres, a Lola (consultora de moda/estilista), as irmãs gêmeas Grace (jornalista) e Marnie (corretora) e a Alicia (que não sei o que faz). Tudo começa quando saí no jornal que o político e bom partido Paddy de Courcy iria se casar com a Alicia e como isso afeta a vida das outras meninas. No começo é bem confuso, bom... eu achei, pq sabe quando você começa a ler com gana o livro e nem repara direito nos pequenos detalhes? Sou dessas hahaha. 

A narrativa vai mudando ao longo da história, uma hora é a Lola, outra é a Marnie e assim vai. Isso me irritou no começo, porque quando você se acostuma com uma personagem, com o que ela está vivendo e pega gosto da leitura, a história muda de foco. Daí, você fica com aquela cara de WTF e curiosa, depois começa a conhecer outra personagem e, quando se acostuma, muda de novo hahaha no começo é meio frustrante, mas depois, a história se desenrola numa boa. 

A diferença dessa chick lit da Marian para as outras é que ela aborda com mais profundidade certos assuntos, como alcoolismo e violência doméstica. Alguém sofre vários abusos ao longo da história e você não sabe de onde vem, o que é aquele trecho relatando a violência aparentemente "jogado" entre os capítulos das personagens. Sério, eu estava ficando louca pra saber: COMO, ONDE, POR QUE, O QUE ERA ISSO e QUEM ERA? Tem umas passagens que fiquei de cara aqui em casa, querendo saber muito mais! 

Vi algumas reviews falando que "faltou humor", mas cara, falar de alcoolismo é uma coisa séria. O humor fica por conta da Lola (dei boas risadas com ela), mas cada personagem tem o seu universo e você acaba acostumando com o ponto de vista. Achei bem maduro para os parâmetros de chick lit, sabe? Gostei de verdade. As passagens da Marnie (as duas primeiras, se não estou enganada) são bem cansativas, ela é chata no começo, mas depois o negócio desenrola e você fica "AHHHHHHHHHH" haahaha bom, pelo menos eu fiquei. E o Paddy? Que todas-ama? Que homem é esse que mexe com essas mulheres desse jeito? Até eu fiquei meio balançada pelo charme do cara, mesmo sabendo que ele é meio cafa. 

Gostei demais, sério, melhor livro da Marian. Li Melancia e achei um tédio, amei Férias! e sofri lendo Los Angeles. Mas esse daí é diferente. Das 4 personagens, amei a Lola porque ela é meio doida e a Grace com a mente investigativa que não se cansa! Como boa jornalista, ela é a chave do livro, que cruza as informações e que faz a história acontecer.

Recomendo \o\ 

7 comentários:

Ana disse...

Já falei pra vc minha história com a Marian Keyes?
Quando eu tinha uns 15 anos li Melancia, Férias e Sushi seguidos. Nunca mais tive saco pra autora, enjoei.

Mas agora acho que o bode passou, tô com vontade de ler vários dela. :)

Fabiola disse...

Tô louca pra ler. Comprei no começo do ano e tá encostado na estante pq é muito pesado ( no sentido de peso mesmo hahaha são mts páginas) mas juro que tomarei coragem em breve. :)

Até agora o único dela que não gostei foi Casório. Ô livrinho chato, com uma protagonista que dá vontade de matar!

Priscila disse...

Sabe pq eu li esse livro? Tu postou uma foto na época do rock in rio e aí fiquei mega curiosa p ler, li em uma noite, baixei o ebook, tava de cama por causa de uma infecção, amei o livro e na madrugada tinha q me segurar p n rir alto, por causa dos encontros das "meninas" rs. Pior foi a Lola hahahahahaha genial obrigada pela indicação

Anônimo disse...

Também curti bastante. Ainda mais essa coisa de abordar esse tipo de violência.
O livro que mais curti dela foi Tem Alguém Aí? Muito bom, o desespero da personagem principal pra cair na real do que está acontecendo com ela é bem angustiante.
Além disso adoro o fato dela narrar em cada livro a história de uma das irmãs Walsh, sempre tem referência às outras nos demais livros.

beijos Camies

Larissa Z*

Sam disse...

pooohan, Camies! pq fui ler essa review sua agora??? fiquei louca do cu querendo ler agora e quedê o livro??
Eu curti bem Melancia...foi o primeiro q li, e achei Los Angeles aquele teeedio tb..fica marromenos lá pro final né?
Meu favorite dela até agora é Um Bestseller p/ Chamar de Meu. Gente, é mta diversão!! e Casório pq né, a Lucy é uma mula sarcástica! adoorooan!!

Bianca disse...

Aí que eu sempre tive vontade de ler Marian Leyes, mas justamente o preço dos livros me "tirava a vontade".
Há uns 2 meses comprei um box com 2 na Saraiva.
Agora dá uma olhada na puta das Americanas http://www.americanas.com.br/busca/marian%20keyes?dep=256705
Faz 500 anos que eu não compro lá, acho que nem newsletter recebo mais.

Fiquei puta e não quero mais ler Marian Keyes. heauheua

Bianca disse...

Caralho, quanto erro: Marian Keyes, não Leyes. E o box tem 3 livros, não 2.

É o sono, melhor ir dorme. heauua

;*