18 de abril de 2011

Se eu falar que não ando escrevendo porque não tenho nada a dizer, é mentira. Eu tenho muita coisa pra falar, mas a maioria eram reclamações das coisas. E não quero reclamar mais do que já tenho feito, sabe.

Esse mês de Abril tá com uma vibe Agosto. Estava. Já andei chorando demais, me desesperando demais, me conformando demais. Daí, cê manda e-mail para os amigos e percebe que não é bem por aí e essa injeção de ânimo foi fundamental. Minha mãe tem sido fundamental também. As coisas vão melhorar. Eu tenho até feito planos pro futuro, coisa que, sem brincadeira, eu não fazia faz tempo.

Fui na endoco. Shorei litroz. Ir na endoco é tipo, encarar as coisas de peito aberto, sabe. É encarar um tratamento que larguei no agosto do ano passado. E sei lá, engordei tudo de novo porque eu sou uma cuzona. Tô fazendo todos os meus exames, tô tomando meus remédios certinhos.

Eu sou péssima com essas coisas de remédios, esqueço de tomar. Mas eu entrei numa pira muito forte de: se eu tomar essa merda ou não, vai dar na mesma, foda-se. E bom, sei lá, fiquei mais de cinco meses sem mestruar hahahaa. E minha mãe acha que eu quero morrer, que quero ficar doente. Não é nada disso. É que você simplesmete não se importa mais com essa coisa toda. Eu não me importava. Tava tudo cagado mesmo, tava tudo zuado e eu sempre estou precoupada com outras coisas e outras pessoas que não sejam a minha saúde.

Daí, em Março, numa sexta-feira e eu contando as horas pra dar 18h. Minha ex-chefe entra na sala AMARELA. E o que foi? A nega que fazia o meu café, a nega que eu comprava avon, a menina que sempre tava sorrindo e super empenhada nas suas funções de camareira no California, tinha morrido. Meu, a menina com 20 anos, sabe. Aquilo foi uma bomba no meu estômago e falei: CARALHO, PRECISO TOMAR MEUS REMÉDIOS. Não quero morrer não. Tem tanta coisa que preciso fazer antes de morrer e blablabla. Dai, retomei toda minha medicação (que nem é tanta assim, são 3 comprimidos diários e talls).

Março continuou e a gente no California trabalhando feito FDP. Eu muito estressada. Me sentindo mal todos os dias, chorando todos os dias. Mas indo trabalhar, porque né, faz parte. Só sei que fui medir minha pressão e ela tava 16 por 11. E eu tenho 24 anos, com essa pressão altíssima. Não quero morrer, mas bem que seria bom, porque preciso de um descanso. Não quero morrer, mas caralho, não aguento mais ir trabalhar.

Eu já pensei em pedir demissão duzentas vezes, porque tava foda e eu andava muito desacreditada. Mas sei lá, eu preciso ter foco na tarefa e retomei minhas atividades com um pouco mais de esperança. Vou arranjar um emprego melhor daqui há pouco, não vou mais me deixar estressar e colocar o trabalho em primeiro lugar. Vou me cuidar. Vou emagrecer novamente. Vou conseguir X, Y e Z. E é nessa pegada que eu estou e espero não me perder no meio do caminho. Caso isso aconteça, que eu perceba logo e retome quantas vezes for necessário. Porque não dá pra desistir de mim, do meu corpo e da minha saúde mental como eu desisti.

Vamulá, já diria a @bialombardi.

6 comentários:

Mirian Soares disse...

Vontade de atravessar esse monitor e te abraçar, mocinha.
Nossa, Cami, o que posso dizer? Não tenho muito o que falar, ando numa vibe tão negativa, com tantos problemas que só posso pedir a Deus por você. E torcer muuuito pra sua situação melhorar, pra você ficar bem, mais feliz, otimista pra poder escrever textos lindos pra nós (rsrsrs, brinks).
Se cuida, querida. Torcendo por você aqui, viu?
Bjokas

Jessica disse...

Puxa cami, eu leio o mão feita e te vejo sempre postando, mas nunca pensei que vc andasse numa fase tão down assim. Mas isso acontece com todo mundo, eu mesma tava assim no final do ano, com pressão altíssima tb e tudo mais, estressada com um emprego que me assediava demais moralmente, mas né... O que estou tentando dizer: Tô viva, e melhorei :) E tenho certeza que vc tb vai melhorar!

Vc já pensou em mudar de área? começar um curso novo, ou algo assim? quem sabe não te dá um gás a mais?

Bjos!! Se cuida dondoca!

Marcela disse...

Ai, sua linda!!! Até chorei...

É isso, aí! Bola pra frente! Não vou negar que viver não é difícl, também ando com crises existenciais, mas vamos focar nos nossos objetivos e seguir em frente! Os obstáculos estão aí pra serem superados!

Um beijo e fique com Deus!!!!

Bia Lombardi disse...

<3 <3 <3 orguuuulho da Bia :)))))

mariana dias disse...

go go go camies!
acabei de passar por um mega stress no trabalho e sei como é..
mas não deixe de cuidar de você, viu!
:*

Larissa disse...

Senti falta dos seus posts! :D

É isso aí, foco... eu tô numa vibe também de deixar tudo pra lá, mas no meu caso são coisas fúteis, supérfluas... no seu caso é saúde, e saúde vem sempre acima de tudo, é prioridade. E, na boa, melhor ficar desempregada e saudável do que ser rica em dinheiro mas pobre em saúde. Enfim, faça o que seu coração (literalmente, hahaha) mandar <3