23 de junho de 2009

Eu ia reclamar da minha gripe, das dores das costas, da preguiça de sair da cama, do nariz escorrendo, da dor de garganta. Mas decidi abstrair essas coisas. Ou tentar. Vou arrumar meu quarto, a cama da minha mãe, levar a Lady pra passear (que está melhor, graças a Deus) e pensar no que vou comprar de presente de aniversário pra minha mãe. Não posso dar nenhum livro (porque eu vivo comprando livros pra minha mãe, assim, do nada mesmo \o/), também perfume está fora de cogitação porque já comprei um pra ela no Natal, cremes e essas coisas que minha mãe âma tbm não, porque no dia das mães eu já dei umas tranqueiras da Victoria Secrets. SOCORRO, JESUS. MIAJUDA.
Na verdade eu sei muito bem o que eu quero comprar pra minha mãe. Mas custa 479 reais! RÁ! Dai, já começo a ter aqueles becky bloom feelings.

É a minha mãe. A pessoa que mais amo no mundo.
Ela merece uma bolsa lusho.
Mas custa 479 reais. E eu não tenho todo esse dinheiro.
E eles não parcelam no cartão.
Mas minha mãe merece *___*
Mas eu não tenho dinheiro .____.
E tenho minha câmera digital que ainda estou pagando. Logo agora que eu sai do vermelho.
Mas é minha mãe mimimimimi

HOHOHOHOHOHOHOHHO.
AI AI. Vocês não entendem que aquela é a_bolsa_mais_perfeita e que minha mãe iria morrerdeamores. E depois iria me matar por saber que deixei até as calcinhas na loja. Enfim, é um dilema pra vida, concordam?
Falando em becky bloom feelings, minha fatura de cartão que vinha em média R$400 (teve uma de R$537 e quis morrer, dai foi que a rehab começou), minha mãe devolveu meu cartão. Que repousa tranquilamente na minha carteira. E a prova cabal que retomei parcial controle das minhas finanças (a não ser o impulso louco de querer comprar a tal bolsa pra minha mãe) é que passei na Livraria Cultura diversas vezes essa semana e não comprei um livro, um dvd, um nada. Brasil, sou outra mulher e nem precisei virar evangélica para me livrar dos meus vícios HAHAHAHAHA E a fatura do cartão deste mês vem em R$107! Tem o parcelamento da minha amada câmera Sony + perfumaria (oi, meus cremes acabaram) + cervejada com a galere do hotel.
Enfim, vou tomar meu banho que estou com cara de mendiga da Praça da Sé. Desejar melhorar dessa gripe suína que adquiri do hóspede do 974 e pensar em outro presente para minha madrecita.
Beijo, Brasil!

4 comentários:

Ana disse...

tb sofro querendo dar presente caro pra minha mãe.haha. o bom é q tb aprendi a me controlar.

Julia disse...

hmmm não dá pra rachar com o teu irmão?! o vitor e eu fizemos isso algumas vezes... o_O

Marina disse...

Ai, é péssimo quando não podemos ($$) comprar aquilo que queremos. Ainda mais quando é pra nossa mãezinha querida!
E que bom que a Lady melhorou! :)

brusorria ,D disse...

maes sempre merecem tudo, né... a minha ainda se contenta com o vasinho de violetas que eu doou - porque não sou remunerada.

beijos ,D

e eu adoro seu blog.